jazz-teatro

tec & joves band

TEC

O Teatro Experimental da Casa do Povo da Camacha nasceu a 5 de Outubro numa iniciativa da Casa do Povo da Camacha e de Basilissa Fernandes, integrado no plano de atividades desta instituição para o Verão de 1987 e desde o seu início foi apoiado pelo INATEL.O seu primeiro trabalho é apresentado em 1988, intitulado A aula dos burros. Organiza o I Ciclo de Teatro Madeirense, em 1989 e a primeira Revista surge em 1991, integrada no III Festival de Arte Camachense, e daí em diante manteve-se, até aos dias de hoje.

São vários os trabalhos que merecem destaque: António Marinheiro, de Bernardo Santareno, O Homem do Saco, O Rapaz de Bronze, Dona Pomposa e a Revolta dos Bonecos e O Dia Seguinte, Corpo e Alma, que representou a Madeira no 8o Ciclo Nacional de Teatro Amador; a Promessa, de Bernardo Santareno, que foi alvo dos mais encómios, tendo recebido Menção Honrosa no ERGTEATRO/94, a par da peça denominada Pátria, de Ilda Teixeira, que arrebatou o 1o lugar no Concurso de Juventude e Defesa Nacional, realizado em Évora, em 1996. Mar, de Miguel Torga e Breakfast International, de António Vieira Campos, os Caprichos Marinhos, apresentados na Expo'98 a adaptação da Cinderela, de Andy Tennant, o espetáculo infantil A Bruxinha que era boa, de Maria Clara Machado, O Conde Barão, da autoria de Ernesto Rodrigues, Félix Bermudes e João Bastos, uma comédia à portuguesa, que retratava a sociedade dos anos 30, Um Homem entre Mulheres, baseado na obra de Garcia Lorca, A Casa de Bernarda Alba, Lina e o Escuro (peça infantil), as revistas no ART’ CAMACHA, Gira o Disco e Toca o Mesmo, A Serrar é que Agente se Entende, O Lado bom da Crise, 25Anos TEC, Arregaça Camacha Pum Pum Pum, Nós e Vozes do Além, Po 49 c’ as Sombras na Camacha e organiza o FESTIVAL AMO-TEatro Madeira. OS Punhais, baseado no Teatro do Silêncio de António Torrado, A Quinta Mistério, baseado no jogo Cluedo, Cruz Credo! Qu’ ela tem o diabo no corpo! Adaptação a partir da obra de Bernardo Santareno “O Crime da Aldeia Velha”, O Rouxinol de Hans Cristian Andersen, espetáculo infantil; a comédia The Living Picture de André Domicciano; Vuiva! O Bruinco da Serra baseado no “O Homem que come Nevoa” de Ernesto Leal, projeto etnográfico em parceria com o GFCPC; Futebol Club; a homenagem à Ilha da Madeira Era a Ilha...; as peças infantis Rafa e a Sillverfich, Madame Pompom, Foge! Que vem aí o chinelo, Alvoroço no Galinheiro e o projeto DIVAS e AS VELHAS são outras tantas representações que têm marcado a história deste grupo e que mantém viva a sua alma de artista.

saber mais >

Joves Band

João Alves, músico madeirense, de 29 anos, iniciou cedo, o seu percurso na área do espetáculo tendo ingressado vários coros, participado em festivais, concertos e teatros musicais, destacando-se nas atuações como solista principal com alguns elementos da Orquestra Clássica, Banda Militar da Madeira, Banda Paroquial de São Lourenço e com a Orquestra de Bandolins da Madeira.

Movido pela paixão pela música e pelo desejo de seguir uma carreira musical completou o último grau de canto pela “The associated Board of the Royal Schools of Music “de Londres, bem como os cursos de “Acting in Musical Theatre” e “Auditions Techniques” nas escolas de música de Guildhall School of Music & Drama e de Guildford School of Acting, no Reino Unido. Licenciado em Música pela Universidade de Wolverhampton (Reino Unido). Lançou-se em 2015 e 2016 na aventura de produzir musicais. Surgiram, então, o musical “A Show of Three Halves” e “A Show of Three Halves II”  estreados no Palco do Teatro Municipal Baltazar Dias e apresentados posteriormente em Wolverhampton (Reino Unido). 

Barítono, pianista e compositor criou o conceito Joves Productions, que prevê, nas suas atuações, a reunião de artistas. Deste modo, os músicos que o integram são escolhidos tendo em conta as suas habilidades artísticas, o contexto musical e o público alvo, criando oportunidades a novos elementos e promovendo uma dinâmica própria e inovadora na área da música, teatro e dança.

Joves Band:
João Alves | Piano e Voz
Pedro Temtem | Bateria
Rodolfo Cró | Guitarra
Miguel Marques | Contrabaixo
Paulo Barros | Trompete

saber mais >